O Leixões, da II Liga de futebol, anunciou esta terça-feira o recurso do castigo de dois jogos à porta fechada decretados pelo Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), por considerar terem havido episódios de racismo.

No comunicado publicado na página do clube na internet pode ler-se: "Em defesa do bom-nome das pessoas do Leixões e dos seus legítimos direitos, iremos apresentar recurso para as instâncias adequadas no sentido de ver alterada a decisão ora tomada."

Afirmando-se "seriamente surpreendida com o teor da decisão hoje tomada pelo Conselho de Disciplina da FPF relacionada com o comportamento do público em jogos da sua equipa", a SAD leixonense refuta ainda os factos apontados na justificação da pena aplicada.

"Os factos em causa não parecem justificar medida tão gravosa como a que foi aplicada", refere ainda o comunicado, que reage ao castigo, ainda agravado com uma multa pecuniária de 16.421 euros.

No comunicado, o Leixões surge punido por ter infringido os artigos 187.º "comportamento incorreto do público" e 113.º "comportamento discriminatório em função da raça, religião ou ideologia" nos jogos com o Desportivo das Aves, a 11 de outubro, com o Farense, a 14 de novembro, e com o Oriental, a 05 de dezembro, todos a contar para a presente edição da II Liga.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.