O Leixões vai compensar os titulares de lugar anual no Estádio do Mar pelo final antecipado da II Liga de futebol, creditando-lhes 23% do valor pago em futuras aquisições, anunciou hoje a SAD do emblema de Matosinhos.

Com as últimas quatro partidas em casa canceladas devido à pandemia de covid-19, o Leixões viu fechar-se, ainda em março, a época desportiva, razão pela qual a SAD liderada por Paulo Lopo quer compensar os detentores de lugares anuais, mas também os titulares de lugares de estacionamento e camarotes no Estádio do Mar, disse à Lusa fonte do Leixões, acrescentando que são cerca de 150 os associados ressarcidos.

Na publicação na página oficial no Facebook, é informado que a Leixões SAD "tomou a decisão de compensar os sócios com lugar anual com uma verba proporcional (23% do valor pago) ao número de jogos (quatro) que não foram disputados".

"O valor em causa poderá ser utilizado na renovação do lugar anual, bem como na compra de produtos oficiais da Leixões SC - Futebol, SAD", acrescenta a publicação.

A fonte contactada pela Lusa explicou que a ausência de uma data definida para avançar com a concessão do crédito deve-se ao facto de todo o departamento de futebol "continuar em ‘lay-off' e ainda não estarem disponíveis os produtos de merchandising para a nova época desportiva".

O último jogo do Leixões em casa aconteceu a 09 de março, quando recebeu e empatou 1-1 com o Farense, ficando por disputar no "Mar" as partidas contra o FC Porto B, Estoril Praia, Vilafranquense e Desportivo de Chaves.

Portugal contabiliza 1.277 mortos associados à covid-19 em 29.912 casos confirmados de infeção, segundo o último boletim diário da Direção-Geral da Saúde sobre a pandemia.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.