A lista liderada por António Gaspar Dias à presidência do Penafiel, da II Liga portuguesa de futebol, foi hoje eleita para o quadriénio 2018-2022 com 142 dos 155 votos apurados, informou o clube.

Concorrendo sozinha num ato eleitoral provocado pela demissão em bloco dos anteriores órgãos sociais na sequência da polémica criada pela aprovação do modelo de criação da Sociedade Anónima Desportiva (SAD) do clube, a lista de Gaspar Dias tinha a vitória garantida.

Ainda segundo o clube, foram contabilizados oito votos em branco e cinco nulos, em ato eleitoral que decorreu entre as 18:00 e as 22:00 no Estádio Municipal 25 de Abril.

Em conferência de imprensa realizada em 07 de agosto, António Gaspar Dias explicou que a decisão dos órgãos sociais, tomada na reunião na véspera, visou abrir um novo processo eleitoral, ao qual iriam apresentar lista, de forma a poder "acabar com a polémica nascida com a assembleia geral de 23 de julho".

Nessa reunião magna, que ditou a passagem de Sociedade Desportiva Unipessoal por Quotas (SDUQ) para Sociedade Anónima Desportiva (SAD), 84% dos associados presentes aprovaram a transformação, surgindo nos dias seguintes uma polémica em torno dos seus contornos.

O presidente do clube foi então acusado por um conjunto de associados do Penafiel de ter feito "um mau negócio, ao vender 90% da SAD" por um valor "a rondar o milhão de euros", à empresa Gradual Score, "quando havia propostas mais vantajosas".

Com o prazo para apresentação de listas a expirar no final da semana passada, apenas uma foi formalizada, pelo que o resultado foi o esperado.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.