O avançado Mailó não se apresentou hoje no arranque dos trabalhos do Sporting da Covilhã, da II Liga de futebol, concretizando a ameaça feita depois do anúncio do seu empréstimo no âmbito da transferência de Traquina para o Belenenses.

A cedência do cabo-verdiano foi anunciada pelos serranos há três semanas, mas o empresário do jogador sublinhou no mesmo dia que os dois clubes chegaram ao entendimento "à revelia" do ponta-de-lança e acrescentou que este não se ia apresentar nos 'leões da serra'.

"O [empréstimo do] Mailó está [inserido] no contrato que fizemos com o Belenenses pelo Traquina. Portanto, o Mailó tem de se apresentar no Covilhã. Amanhã [quinta-feira] ou depois de amanhã[sexta-feira]. É um assunto que diz respeito ao Belenenses. Se não se apresentar, só faz falta quem está", disse hoje, em declarações à agência Lusa, José Mendes, presidente do Sporting da Covilhã, após o primeiro treino da pré-época.

O plantel do Sporting da Covilhã aguarda ainda a chegada de mais "quatro ou cinco jogadores", segundo o presidente, e o ataque é o sector a precisar ser reforçado.

Mailó, de 23 anos, tem vínculo ao Belenenses e na última temporada representou o Farense, da II Liga.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.