A assembleia-geral (AG) eletiva do Desportivo das Aves, terceiro classificado da Liga de Honra de futebol, foi inconclusiva, não tendo surgido qualquer lista candidata e sido marcada nova reunião magna para 08 de junho.

Como perspetivou na véspera o presidente avense, Armando Silva, não surgiu nenhuma lista candidata a liderar o clube e o próprio não apresentou a sua recandidatura, tendo assegurado à agência Lusa que só avançará com «apoios financeiros sustentáveis».

O dirigente quer que outras forças vivas do concelho de Santo Tirso apoiem mais o Desportivo das Aves e não apenas «os mesmos de sempre».

«Não me quero comprometer neste momento, porque esta foi uma época desgastante, em que estivemos na luta pela subida de divisão até ao último momento. Já estou nas direções do clube há oito anos e isso tem consequências, quer a nível pessoal, quer nas minhas empresas. Não avanço sem ter apoios financeiros sustentáveis», frisou.

Numa AG que juntou cerca de 100 associados na sala de imprensa do estádio avense, foi aprovado por unanimidade e aclamação um voto de louvor para a direção liderada por Armando Silva.

Ficou marcada nova AG - com a mesma ordem de trabalhos - para 08 de junho, sendo que, durante este período, serão encetados contactos de forma a encontrar uma solução.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.