De forma a acabar com as suspeições de viciação de jogos, a Oliveirense decidiu proibir a utilização de telemóveis, tablets e qualquer dispositivo com acesso à Internet dentro dos balneários. A medida entra em vigor já na sexta-feira, na receção ao Farense, refereente à Taça da Liga.

"É uma medida que a Direção tomou e só temos que a acatar. Aceitamos bem esta tomada de posição, que até não é novidade, já que muitos clubes profissionais optam por situações semelhantes. Com esta medida, as suspeições acabam, apesar de as acusações que nos fizeram não terem fundamento", explicou Artur Marques, treinador do clube, ao jornal O Jogo.

"Os jogadores têm que estar concentrados na competição e não preocupados com a Internet e o telefones. Depois de terminado o jogo podem deliciar-se na Internet", acrescentou o técnico.

Jogadores, equipa técnica, médico e massagistas ficam ainda proibidos de fazer apostas online nas instalações do clube.

A Oliveirense foi indiciada na prática de viciação de jogos e posteriormente absolvida pela Comissão de Instrução e Inquéritos das Competições Profissionais de Futebol.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.