A Oliveirense venceu hoje na receção ao Atlético por 2-1, em jogo da 30.ª e última jornada da Liga de Honra de futebol, no último encontro do técnico Pedro Miguel à frente da equipa de Oliveira de Azeméis.

A Oliveirense adiantou-se no marcador por intermédio de Guima, aos 32 minutos, a vantagem foi ampliada da segunda parte, com um golo de Bruno Sousa, aos 66 minutos, através de um remate forte à entrada da área, enquanto Atlético reduziu por Barry, aos 86 minutos.

A Oliveirense dominou toda a primeira parte, evidenciando-se nas ações ofensivas, enquanto o Atlético explorou o contra-ataque.

A equipa de Pedro Miguel ameaçou chegar ao golo com um cabeceamento de Clemente, aos 11 minutos, e com uma investida de Guima que, aos 14 minutos, já dentro da área, rematou forte e cruzado para uma boa defesa de Botelho, titular pela primeira vez esta época na baliza do Atlético.

Apesar do domínio territorial da Oliveirense, o Atlético acabou por dar o primeiro sinal de perigo aos 22 minutos, com um remate de longa distância de Hélio Vaz que parou nas mãos de Bruno Vale.

Pouco depois, foi a vez de Rolão cabecear com perigo, aos 25, mas Diego evitou o pior para a Oliveirense ao desviar a bola em cima da linha de golo.

A equipa da casa chegaria ao golo aos 32 minutos, após uma boa jogada de entendimento entre Zé Sousa e Zé Pedro, com este a servir Guima de cabeça, que à entrada da pequena área se limitou a encostar o esférico para dentro da baliza.

O Atlético entrou na segunda parte com mais dinâmica e quase chegava ao empate aos 51 minutos, depois de um remate de Barry apenas com o guarda-redes pela frente, que defendeu com segurança.

Seria, no entanto, a Oliveirense a marcar, ampliando a vantagem ao minuto 66, com um golo de belo efeito de Bruno Sousa, que rematou forte e colocado à entrada da área, sem hipótese de defesa para Botelho.

Por parte do Atlético, André Matias, que entrou no segundo tempo para o lugar de Hélio Vaz, foi o mais irrequieto e teve por duas vezes o golo nos pés (69 e 72), mas permitiu sempre a defesa de Bruno Vale.

Na fase final do jogo, o Atlético acabou encostada à área da Oliveirense e reduziu a desvantagem aos 86 minutos. Gonçalo Abreu fugiu pela ala esquerda e serviu Barry na área, que rematou com eficácia para golo.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.