A Oliveirense ascendeu domingo ao terceiro lugar da Liga de Honra, depois de bater o Santa Clara por 1-0, com um golo de Cícero. Foi a quarta vitória consecutiva da equipa de Pedro Miguel na prova, facto inédito na história do clube.

Depois de, na última época, ter lutado pela manutenção até à derradeira jornada, esta temporada a equipa oliveirense tem superado as expectativas e já incomoda os principais candidatos à subida.

“Podemos ser considerados o Braga da Liga de Honra, até porque, estamos rodeados, na classificação, por equipas que apostaram forte na subida e se reforçaram para isso. Nós, pelo contrário perdemos dois jogadores importantes. O último terço do campeonato vai decidir tudo”, disse à Agência Lusa Pedro Miguel.

A equipa de Oliveira de Azeméis tem, ao cabo de 18 jornadas, 29 pontos, enquanto nas duas aparições anteriores na prova estava, por esta altura, em posição bem mais delicada.

Em 2001/02 somava 17 pontos e estava na 16.ª posição da tabela, acabando por descer de divisão, e, na época passada, seguia no último lugar da classificação, com 14 pontos.

“Os orçamentos não ganham jogos e há, na Oliveirense, jogadores que mereciam ganhar mais. Porque são muito competentes. Podemos mesmo perder alguns deles se isso não acontecer”, frisou à Lusa o jovem treinador, que fala de um grupo de trabalho “simples e ambicioso”.

Um dos segredos da boa campanha da Oliveirense está no seu sector defensivo, já que, é a equipa menos batida da Liga de Honra, com apenas 14 golos sofridos.

“Temos pecado na finalização, até porque, falhamos já algumas grandes penalidades. Não estamos é habituados a sofrer golos e isso é importante na Liga de Honra. Com muito sacrifício, somos a defesa menos batida”, lembrou o técnico oliveirense, que nem quer ouvir falar em pressão nos jogadores por ter a equipa encostada à linha de subida, já que, essa está “apenas do lado da equipa técnica”.

A Oliveirense está a três do Portimonense, que se encontra no segundo lugar da Liga de Honra, e a sete do líder Beira-Mar, que venceu seis dos últimos sete jogos.

“Estamos em boa posição para obtermos a manutenção, que é o objectivo desta época, evitando os sobressaltos da última temporada. Começámos a época com 15 jogadores e dois deles lesionados, pelo que, em muitos dos primeiros jogos, tivemos atletas fora do seu lugar. Com o tempo, e a chegada de novos atletas, formámos um grupo coeso”, finalizou Pedro Miguel.
Quinta-feira, a Oliveirense vista o reduto do Freamunde, a partir das 20:15, no encontro de abertura da 19ª jornada da Liga de Honra em futebol.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.