Num encontro de fraco nível técnico, as duas equipas proporcionaram um mau espectáculo de futebol, tendo sido o Portimonense a formação que mais procurou a vitória, mas só conseguiu marcar na segunda parte.

Depois de uma primeira metade apática, onde se registou apenas uma oportunidade de golo - Garavano acertou na barra -, o “onze” da casa surgiu melhor no segundo tempo, devido à entrada de Ivanildo, que conseguiu imprimir maior dinamismo ao ataque dos algarvios.

Depois de três oportunidades desperdiçadas pelos avançados, o médio Pedro Moita abriu o activo, aos 54 minutos, num remate de fora da área, tendo o central João Pedro, 20 minutos depois, fixado o resultado, na sequência de um livre.

Se até aqui, os pupilos de Nicolau Vaqueiro nunca chegaram a ameaçar a baliza dos algarvios, com o segundo golo baixaram os braços deixando que o Portimonense controlasse a partida, sem contudo, conseguir criar mais oportunidades.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.