Os algarvios, que ficaram isolados no segundo lugar com 32 pontos, menos quatro que o líder Beira-Mar, dominaram o encontro, mas apenas conseguiram ganhar pela margem mínima, apesar de terem tido várias oportunidades para alcançarem uma vitória folgada.

Depois de Pires ter inaugurado o marcador logo aos 05 minutos, o Portimonense construiu várias oportunidades que lhe permitiam alcançar o intervalo com larga vantagem.

Diogo, Pires e Ivanildo, conseguiram isolar-se por várias vezes, mas, numa tarde desinspirada, erraram sempre o alvo.

Os algarvios elevaram para 2-0 no início da segunda parte, aos 57 minutos por João Paulo, mas, ao contrário do esperado, o seu segundo golo “despertou” os flavienses, que, três minutos, depois reduziram a desvantagem para 2-1, por Siaka Bamba.

Até final, couberam ao Portimonense as melhores oportunidades, mas os avançados da equipa algarvia foram incapazes de acertar com a baliza.

As expulsões por acumulação de advertências com o cartão amarelo - uma para cada lado - acabaram por não ter qualquer influência na produtividade dos conjuntos, nem no resultado final.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.