O presidente do Sporting da Covilhã, José Mendes, só vai começar a preparar a próxima época quando todas as decisões sobre os campeonatos profissionais de futebol estiverem tomadas, mas reitera a convicção de que o clube vai permanecer na Liga de Honra.

O Sporting da Covilhã terminou o campeonato em penúltimo, lugar de despromoção, depois do empate frente ao Moreirense na última jornada. No entanto, o dirigente disse hoje à agência Lusa que o clube «tem todas as possibilidades de ficar na segunda liga».

José Mendes faz referência à indisponibilidade do FC Porto para inscrever uma equipa B e frisa que, no caso de o número de equipas ser ímpar, o Sporting da Covilhã será repescado. «Por esta via pode ficar, mas não só, porque há mais processos que temos de aguardar», salienta.

O dirigente está convencido de que alguns clubes não estarão em condições de fazer a inscrição na Liga, por não reunirem os pressupostos financeiros que têm de ser entregues até dia 21.

Por outro lado, o dirigente espera que os regulamentos da Liga sejam cumpridos e que os clubes em incumprimento salarial sejam sancionados com a perda de três pontos.

«Vou aguardar mais alguns dias, está tudo dependente de notícias da Liga», frisa José Mendes, acrescentando que, depois destas questões resolvidas, querer começar a trabalhar «no campeonato da verdade» que começa com «os ordenados em dia».

Também na sua página do Facebook o Sporting da Covilhã reafirmou a permanência. Na rede social, a direção do clube diz que «tudo fez e tem a certeza que conseguiu manter a equipa na Liga de Honra».

«Se mais não pôde, é porque não entrou em aventuras», acrescenta a nota emitida pelo clube.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.