O prazo para entrega de candidaturas à presidência do Marítimo foi prolongado até segunda-feira, devido à publicação tardia por parte do Jornal Oficial da Região Autónoma da Madeira (JORAM), informou hoje o emblema da II Liga de futebol.

“Esta decisão deve-se a um requerimento entregue por um grupo de sócios maritimistas, devido à publicação tardia por parte do JORAM”, escreveram os ‘verde rubros’ no seu sítio oficial.

O prazo inicialmente comunicado para a apresentação das candidaturas foi de 06 de novembro, passando, agora, para 13, segunda-feira, às 17:00.

Os madeirenses explicam ainda no comunicado que as listas já apresentadas - lista A, liderada por Carlos André Gomes, e, lista B, por Carlos Batista, vice-presidente demissionário da direção de Rui Fontes e dirigente, ainda em funções, da Sociedade Anónima Desportiva maritimista - concordaram com a alteração.

Após as primeiras quatro demissões tornadas públicas em 19 de outubro, nomeadamente dos vice-presidentes Eugénio Mendonça, Carlos Batista, Nuno Aguiar e do vogal Marco Fernandes, juntaram-se os pedidos do conselho fiscal e Mesa da Assembleia Geral do clube.

Rui Fontes, eleito em 22 de outubro de 2021, com 68% dos votos, derrotou então Carlos Pereira, que ocupou o cargo de presidente do clube madeirense ao longo de 24 anos, vê o seu mandato interrompido, após dois anos, marcados pela descida da equipa principal ao segundo escalão, após 38 anos consecutivos a competir na I Liga.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.