O novo treinador da Académica, Quim Machado, manifestou hoje a ambição de subir o clube à I Liga, quando a equipa de Coimbra está quatro pontos dos lugares de promoção, a sete jornadas do fim da II Liga.

"Estou convencido de que vamos chegar à Liga e vim para cá só com esse pensamento", disse hoje o técnico, na sua apresentação à comunicação social, após ter orientado o primeiro treino dos ‘estudantes’.

O técnico, de 51 anos, que já treinou o Feirense, Desportivo de Chaves, Tondela, Vitória de Setúbal e Belenenses, tornou-se no terceiro treinador da época da ‘briosa’, depois de Ricardo Soares e Ivo Vieira.

Quim Machado conta com duas subidas à I Liga no seu currículo, primeiro no Feirense, na época 2010/11, e depois no Tondela, em 2014/15, com o qual se sagrou campeão da II Liga.

Na sua apresentação, o treinador disse que foi "relativamente fácil" chegar a acordo com a Académica, porque tinha "vontade em representar o clube, que é de uma grandeza enorme e com muita história".

"É uma honrar treinar a Académica e vou fazer tudo para colocar o clube na I Liga, não há que o esconder. O objetivo é esse nos sete jogos que faltam", sublinhou.

Salientando que se trata de uma missão difícil, Quim Machado disse que a qualidade dos jogadores do plantel lhe dá confiança para atingir a subida de divisão com "trabalho, rigor, muita concentração e determinação".

"Os jogadores são bons, agora é só conseguir que trabalhem em equipa para alcançar os objetivos", frisou.

A Académica tem já um teste bastante difícil na próxima jornada, com a deslocação à Madeira no sábado para defrontar o Nacional, líder do campeonato, com mais cinco pontos, situação que para o novo técnico é uma prova para "demonstrar já a vontade subir de divisão".

"Nada melhor do que jogar contra um candidato, que está em primeiro, porque ganhando encurtamos distâncias", sublinhou.

O treinador Quim Machado substituiu Ricardo Soares que, no sábado à noite, rescindiu por mútuo acordo com o clube de Coimbra, depois de ter tomado conta da equipa em novembro, após a transferência de Ivo Vieira para o Estoril Praia, da I Liga.

O presidente da direção da Académica, Pedro Roxo, salientou, numa curta intervenção, que o perfil do novo técnico "ia ao encontro do que o clube procuráva: alguém com ambição e com uma confiança total de que os objetivos iriam ser cumpridos".

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.