O Santa Clara entrou em campo com uma postura mais agressiva do que o adversário, último classificado, e logo no primeiro minuto fez a primeira ameaça com Sylvestre a isolar-se na área pela direita e a “oferecer” a Lourenço, cujo remate foi desviado para canto.

Sete minutos depois, o mesmo Sylvestre, servido por André Simões, desviou de calcanhar, mas a bola saiu ao lado do poste esquerdo do guardião forasteiro.

Aos 28 minutos, surgiu finalmente o golo do Santa Clara, através de Sylvestre que, depois de alguma confusão, com o despique entre Alex e os centrais do Portimonense, ganhou a bola na direita e atirou para o fundo da baliza adversária.

Aos 42 minutos, Ben Traoré, pela esquerda, tentou restabelecer a igualdade, mas o remate fortíssimo fez a bola sair ao lado.

A um minuto do final da primeira parte, o Santa Clara aumentou a vantagem, por Pipo, a dar o melhor seguimento a um passe de Paulo Grilo.

Passavam poucos minutos da segunda parte, quando um livre mal ensaiado do Santa Clara junto á área do Portimonense resultuu numa transição rápida que só não deu golo porque André Simões, já na área “encarnada”, chegou à bola antes de Ben Traoré.

Depois de mais uma insistência, com Rafa a rematar fraco para as mãos do guardião do Santa Clara, o Portimonense chegou ao golo aos 56 minutos, através de Ben Traoré, o homem mais forte do conjunto algarvio, que atirou forte e rasteiro não dando qualquer hipótese de defesa a Stefanovic.

Numa altura em que o Santa Clara demonstrava dificuldade de se aproximar da baliza do adversário, valeu uma excelente defesa de Stefanovic, aos 78 minutos, a negar a Simi o golo do empate e a garantir o triunfo aos açorianos.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.