O Estrela da Amadora venceu este sábado o Benfica B por 2-1, na 20.ª jornada, e subiu provisoriamente à vice-liderança da II Liga.

Os jovens Encarnados apresentaram-se na Reboleira reforçados com João Neves, que tem jogado pela equipa principal, e com os nórdicos Andreas Schjelderup e Casper Tengstedt., contratados no mercado de inverno.

Veja o resumo do jogo

Os dois deram nas vistas: Casper Tengstedt obrigou Brígido a uma grande defesa, aos 31 minutos, e Andreas Schjelderup falhou uma grande penalidade, aos 34, que colocaria o Benfica B na frente. O norueguês ainda atirou ao poste esquerdo na mais soberana ocasião de golo do primeiro tempo.

Aos 54 minutos, Ronaldo Tavares concretizou uma grande penalidade, a punir um empurrão de Lenny Lacroix a Ronald na área do Benfica.

A equipa da casa voltou a marcar menos de quinze minutos depois, novamente através de uma ação de Ronald, que aproveitou uma má reposição do guarda-redes Samuel Soares para fazer, aos 66 minutos, o 2-0.

O Benfica B reduziu por Lenny Lacroix, após um livre lateral.

Aos 90+5 o Benfica B colocou a bola dentro da baliza, por Henrique Pereira, num lance que acabou anulado por uma falta anterior.

Uma jogada que levou o treinador do Benfica, Luís Castro, a criticar de forma muito dura o árbitro João Afonso, da AF Bragança.

"Estou muito orgulhoso dos meus jogadores. Quero dizer que falei com o árbitro, desejo-lhe a maior sorte do Mundo mas que nunca mais me apareça na vida! À 13ª jornada, tínhamos três derrotas, duas delas com este árbitro. Antes do jogo eu sabia que ia ser muito difícil. O Estrela da Amadora levou um cartão amarelo à 26ª falta. Nós saímos com quatro amarelos e 12 faltas. Os nossos jogadores não podiam travar as transições porque qualquer falta seria amarelo. O Estrela conseguiu travar os nossos ataques. Permitiu-lhes muito mais facilmente deixarmos de atacar. Há um penálti claríssimo sobre o Pedro Santos na primeira parte. Não há penálti no golo do Estrela e já vi o lance. E o golo anulado… O nosso jogador toca na bola, no choque de cabeça com cabeça aceito que não marque nada. Se tiver de marcar falta para algum dos lados, é penálti. O nosso jogador é o primeiro a tocar na bola. É impossível contra isto. É impossível contra isto!", começou por dizer.

"Eu tenho evitado falar de arbitragem, ao máximo. Com o Académico de Viseu, o primeiro golo é em fora-de-jogo. Logo a seguir ao golo do Académico de Viseu, o árbitro marcou falta contra nós na área do Académico de Viseu porque o nosso jogador deu uma cabeçada no cotovelo do jogador deles. Salta de cabeça… É impossível! São miúdos novos, ficam mais stressados como é evidente. Tentamos ao máximo que eles [não fiquem]. É impossível! O que não estão a fazer este ano, é impossível! Vamos tentar e continuar a lutar. Se quiserem continuar a fazer isto, não temos a mínima hipótese", criticou o técnico, na entrevista rápida à Sport TV.

O Estrela da Amadora passa a ter 37 pontos, numa 20.ª jornada na qual se encontram Farense (35) e Académico de Viseu (31), terceiro e quarto classificados, respetivamente.

O Benfica B desceu ao oitavo lugar, com 26 pontos, ficando à mercê de possíveis ultrapassagens por parte de Tondela (26 pontos), Penafiel e Oliveirense (ambos com 25 pontos).

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.