O treinador do Leixões, Filipe Coelho, deixou hoje aberta a porta para negociar com a SAD a rescisão de contrato, após a derrota frente ao Académico de Viseu, por 1-0, na 13º jornada da II Liga de futebol.

Em declarações no final da partida, disputada hoje em Matosinhos, onde abandonou o relvado sob forte contestação dos adeptos, Filipe Coelho afirmou que "uma reunião com a administração da SAD pode salvaguardar os interesses do Leixões".

Sem nunca mencionar a palavra rescisão, o treinador, que chegou no início da época a Matosinhos, depois de em 2015/16 ter orientado o Casa Pia no Campeonato de Portugal, lembrou que "os clubes e os treinadores vivem de resultados".

"Esta administração apoiou sempre o grupo de trabalho em tudo o que pôde e não pôde", frisou Filipe Coelho, que disse entender a "revolta dos adeptos", revelando que esse sentimento "reinava também no balneário" no final do jogo.

O Leixões perdeu por 1-0 com o Académico de Viseu em jogo da 13ª jornada, com Bula a marcar o único golo, na conversão de uma grande penalidade, ao minuto 52, resultado que ditou o oitavo jogo consecutivo do emblema de Matosinhos sem vencer.

O Leíxões ocupa o antepenúltimo lugar da classificação, com nove pontos.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.