O novo treinador vai, aliás, trabalhar com a equipa técnica que auxiliava Henrique Nunes no comando da equipa da Liga de Honra de futebol.

«O Arouca é um clube em crescimento e que oferece condições relativamente boas. Tem um plantel equilibrado. Um clube que está a crescer tem sempre alguma ambição e é um clube interessante para qualquer treinador», afirmou Vítor Oliveira.

Depois de uma palestra aos jogadores, dentro dos balneários, o técnico referiu aos jornalistas que os objetivos traçados no início da época são difíceis e exigem muito trabalho.

«A subida à I Divisão [Liga] não é assim tão simples», afirma o novo técnico do Arouca, acrescentando: «Há 8 ou 10 equipas que têm essa ambição. Depois é preciso provar dentro do campo que têm capacidade para isso».

Por agora o treinador quer tentar conhecer os jogadores o mais rapidamente possível porque «nunca viu a equipa jogar esta temporada».

Quanto à mudança de treinador, Vitor Oliveira considera que se tratou de uma situação «desagradável para todos», mas que é normal a «corda rebentar do lado do mais fraco».

Carlos Pinho, presidente da direção do clube assistiu ao treino da tarde e justificou esta mudança com o facto de em oito jogos a equipa apenas ter registado uma vitória.

«Era muito, muito pouco para os nossos objetivos», sublinhou.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.