O futebolista franco-angolano do Paris Saint Germain (PSG), Blaise Matuidi, revelou esta terça-feira em Paris, capital da França, ter feito uma escolha difícil quando optou por defender as cores da equipa Blues, em detrimento de atuar pelos Palancas Negras.

O médio do PSG fez esse pronunciamento à imprensa, a margem do encontro mantido entre o Presidente da República, José Eduardo dos Santos, com um grupo de embaixadores africanos acreditados em França, tendo admitido que chegou a ser “sondado” para representar a seleção de Angola.

“Mas na altura tive de fazer uma escolha difícil ao optar pela equipa francesa”, justificou.

Apesar de jogar pela França, o atleta disse ter acompanhado com atenção a participação de Angola no primeiro mundial da sua história, em 2006, na Alemanha.

Segundo o jogador, quando entra em campo leva as duas nações no seu coração e será com este sentimento que espera estar no próximo mundial de futebol, Brasil 2014.

Considerou fundamental que se invista mais no futebol angolano, para se manter os níveis alcançados por altura da participação no Mundial da Alemanha, em 2006.

Blaise Matuidi é filho de angolanos, a sua mãe é natural da província do Uige e seu pai de Luanda.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.