A Federação Moçambicana de Futebol (FMF) acaba de confirmar, em comunicado, a rescisão amigável do contrato com o seleccionador nacional, Gert Engels, treinador alemão que após a derrota humilhante por 6-1 com a Guiné Conacri decidiu apresentar a sua demissão.

No comunicado, assinado pelo Secretário-geral da FMF Filipe Johane, a entidade que gere o futebol nacional afirma que a rescisão amigável surge na sequência de não ter cumprido os objectivos traçados, que passavam pela «qualificação para CAN 2013 e 2014, Mundial 2014 e CHAN 2014», sem do que o «objectivo nuclear era a revitalização da selecção, que passava pela injecção de novos jogadores».

A Federação indica que «após o jogo com a Guiné Conacry em Maputo, a Direcção da FMF fez uma avaliação e apreciação do trajecto da selecção nacional e da qualificação do futebol que vinha praticando e chegamos a conclusão de que algo deveria ser feito para alterar o cenário o mais urgente possível que se vislumbrava sombrio».

No comunicado, a FMF da a conhecer que «tendo em conta o compromisso da selecção nacional no próximo dia 9 de Junho no jogo contra o Egipto a contar para a 5ª jornada de qualificação para o Mundial 2014, a Direcção decidiu simultaneamente indicar interinamente os senhores João António Chissano e Hélder Carlos Muianga para orientar o jogo acima mencionado».

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.