Depois de uma entrada em falso no apuramento, com uma derrota por 2-0 na Suíça, a dupla jornada diante de Andorra e Ilhas Faroé chegava como oportunidade ideal para somar seis pontos necessários. Assim aconteceu: seis pontos e seis golos em cada jogo, consumando goleadas convincentes.

Depois do triunfo em Aveiro, a equipa das 'quinas' foi à remota Thorshavn, nas Ilhas Faroé, consciente de que o adversário não seria tão...amador. No entanto, os portugueses tornaram o jogo fácil, com André Silva a ser o desbloqueador de uma partida em que tudo acabou por correr bem.

A primeira parte pertenceu por inteiro ao avançado do FC Porto, que confirmou já estar inteiramente adaptado ao nível de exigência da seleção portuguesa. Nos primeiros 45 minutos, André Silva somou um fantástico 'hat-trick' e chegou aos quatro golos pela seleção - os mesmo que Eder marcou em 31 jogos. O avançado portista aproveitou o facto de a concentração da defesa faroense estar principalmente voltada para Cristiano Ronaldo e apareceu frequentemente em posição de finalização, terminando o jogo com três golos.

No segundo tempo houve oportunidade para baixar o ritmo, mas nem por isso o 'placard' deixou de mexer. Cristiano Ronaldo fez questão de deixar a sua marca no jogo com um grande golo de fora da área, aumentando então para 4-0. Na reta final, e já depois das entradas de Eder, João Moutinho e Gelson Martins, surgiram os dois golos que deram ainda mais volume ao resultado.

João Moutinho fez o 5-0 num grande remate em arco, indefensável. João Cancelo fechou o resultado em 6-0, somando o seu terceiro golo em três jogos pela seleção. E o que tiveram em comum estes dois últimos golos do jogo de segunda-feira? Ambos tiveram assistências do 'miúdo' Gelson Martins.

Jogadores em destaque:

André Silva: Foi o homem da partida, sem margem para dúvidas. Só precisou da primeira parte para somar um fantástico 'hat-trick', tornando-se o jogador mais jovem de sempre a conseguir este feito com a camisola das 'quinas', aos 20 anos. Portugal ganhou um goleador, já não há dúvidas, depois de muitos anos em busca do avançado clássico para fazer companhia a Cristiano Ronaldo.

João Cancelo: O lateral do Valência também chegou recentemente à seleção principal mas de rompante colocou Cédric Soares 'em xeque'. Em Thorshavn somou o terceiro golo em três jogos, repetindo um feito que não acontecia desde 1936, então com autoria de Soeiro Vasques.

Reações à partida:

Fernando Santos: "Jogadores cumpriram o plano com a atitude correta"

André Silva: "É um sonho concretizado"

Antunes: "É sempre bom voltar à seleção nacional"

João Mário: "Não esperávamos um resultado tão dilatado"

Gelson: "São duas vitórias na estreia e estou muito feliz"

Curiosidades:

- André Silva foi o segundo jogador do FC Porto a conseguir um 'hat-trick' pela seleção portuguesa. O primeiro havia sido Valdemar Mota, em 1928, num amigável contra Itália.

- André Silva é o jogador mais jovem a ter feito um 'hat-trick' na seleção, com 20 anos, 11 meses e 5 dias.

- João Cancelo é o defesa com mais golos marcados nas 3 primeiras internacionalizações por Portugal, com três golos.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.