Carlos Queiroz foi suspenso por seis meses pela Autoridade de Antidopagem de Portugal (ADoP), segundo avança esta tarde a SIC Notícias.

A ADoP avocou o processo na semana passada, na sequência da decisão do Conselho Disciplinar face aos incidentes no estágio da Covilhã, que punira o seleccionador nacional com um mês de suspensão e mil euros de multa pelas alegadas ofensas aos elementos da ADoP. No entanto, o organismo absolvera Queiroz da acusação de obstrução ao processo de recolha das análises.

Não satisfeita com este enquadramento, a ADoP decidiu chamar a si o processo, resultando agora numa suspensão de seis meses de toda a actividade profissional, tanto em Portugal como no estrangeiro.

Contudo, esta sanção é inferior ao previsto na lei, que advoga penas entre dois a quatro anos.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.