“É uma selecção muito forte, com uma formação muito boa, e vamos encarar o jogo como todos os outros: entrar para ganhar e trazer os três pontos. Se a equipa não conseguir os três pontos a qualificação fica mais difícil, mas ainda não é o tudo ou nada”, afirmou Adrien, após o treino dos sub-21 lusos em Vale Garrão, no Algarve.

O conjunto português perdeu com a Grécia (2-1) e empatou com a Macedónia (1-1) nos últimos dois jogos da qualificação para o Europeu, nos quais o jogador do Sporting admite que a equipa “falhou na finalização”.

“Trabalhamos duro para dar o nosso melhor dentro de campo e melhorar os aspectos em que falhámos nos jogos anteriores”, comentou Adrien.

O médio Sub-21 luso adiantou que a observação da formação inglesa “será feita mais tarde” e que, neste momento, a equipa esta apenas preocupada consigo própria.

Adrien foi o autor do golo do empate frente à Macedónia e disse que é sempre bom marcar pela selecção, sublinhando: “O importante é Portugal conseguir os três pontos”.

“Quero que a equipa ganhe, com ou sem golo meu. É uma alegria marcar com as nossas cores, mas se não marcar e voltarmos de Inglaterra com os três pontos será melhor”, afirmou.

O jogador “leonino” disse ter “consciência da dificuldade” do encontro de sábado no Estádio de Wembley e frisou que “é importante não haver pressão a mais” sobre a equipa.

Adrien garantiu ainda que os jogadores convocados por Oceano para esta jornada dupla com a Inglaterra e a Grécia estão apenas preocupados com a partida no mítico estádio inglês.

“Não temos vindo a fazer boas exibições. Houve alguns factores, como os campos em mau estado, mas também houve culpa própria. Temos agora que estar ao nosso melhor nível e fazer um futebol de alto nível”, concluiu.

O defesa André Santos, que alinha na União de Leiria, garantiu, por seu turno, que a equipa “irá fazer tudo para vencer a Inglaterra” e que “tem que estar unida para conseguir” esse objectivo.

Santos considerou que “Portugal não pode sofrer golos para ter mais probabilidades de vencer” e disse não estar a pensar no pontos perdidos com a Grécia e a Macedónia, porque “são jogos que já passaram e o importante é olhar para os próximos encontros”.

“A Inglaterra é uma selecção forte fisicamente, rápida, vamos jogar num campo complicado, com o público a puxar por eles, e vai ser um jogo difícil. Mas se formos organizados é meio caminho andado para vencer”, afirmou o defesa.

A selecção Sub-21 treinou hoje de manhã em Vale Garrão, no Algarve, onde tem estado a estagiar, e realiza uma nova sessão às 16:00, em Vale do Lobo, viajando para Inglaterra quinta-feira de manhã, em voo com partida de Faro.

O jogo com os ingleses está marcado para sábado e a selecção regressará no próprio dia para começar a preparar o encontro com a Grécia, que será disputado terça-feira, em Olhão.

Portugal ocupa a terceira posição do grupo 9 de apuramento para o Europeu de 2011, com quatro pontos em três jogos, menos três que a Inglaterra, segunda classificada, que tem os mesmos jogos, enquanto a Grécia lidera com 13 pontos, mas cinco partidas disputadas.

Os primeiros classificados dos 10 grupos de qualificação e os quatro melhores segundos apuram-se para o “play-off” que determinará as sete selecções finalistas do Europeu, a disputar na Dinamarca, país já qualificado na qualidade de anfitrião.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.