Carlos Marta, o mais recente candidato à presidência da Federação Portuguesa de Futebol, tem repartido a sua vida entre a política e a modalidade que agora deseja liderar no país.

Presidente da Câmara Municipal de Tondela desde 2001 pelas listas do PSD, Carlos Manuel Marta Gonçalves começou no desporto com a licenciatura em Educação Física pelo Instituto de Superior de Educação Física (ISEF), que o levou a lecionar na preparatória e depois na secundária de Tondela.

Em 1988, iniciou as funções de delegado da Direção Geral dos Desportos de Viseu, altura em que foi também diretor do Centro Desportivo de Lamego.

Foi vereador da câmara de Tondela de 1989 a 1993, cargo que repetiu no mandato de 1997 a 2001, findo o qual foi eleito presidente da Câmara, cargo que ainda exerce: os 10 anos (1991 a 2001) de deputado na Assembleia da República deram-lhe outra experiência política.

A sua caminhada no futebol passa pela presidência da Associação de Futebol de Viseu e pela liderança da Comissão Parlamentar de Fiscalização do Euro2004.

No seu currículo, destaca-se ainda a presidência do Conselho Superior do Desporto entre 2002 e 2003.

Atualmente, preside ao Clube Desportivo de Tondela e à Casa do Benfica de Tondela.

Casado e pai de duas filhas, aos 54 anos decidiu avançar para a candidatura à presidência da FPF, tendo a concorrência assumida de Fernando Gomes, presidente da Liga Portuguesa de Futebol Profissional, e de António Sequeira, ex-dirigente federativo.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.