O presidente da Associação de Futebol de Lisboa (AFL) considerou hoje «normal que não exista unanimidade» no apoio às candidaturas à presidência da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), em resposta ao posicionamento do Sporting relativamente às eleições federativas.

«É normal que não exista unanimidade. É certo que os clubes têm um líder, mas são constituídos por mais pessoas e é possível que existam divergências na sua estrutura», observou Carlos Ribeiro, durante a formalização da candidatura liderada por Carlos Marta, na sede da FPF, em Lisboa, que o presidente da AFL integra como vogal da Direção.

Carlos Ribeiro referia-se ao apoio a Carlos Marta por parte de Luís Duque, vice-presidente e administrador da SAD do Sporting, que levou o presidente do clube lisboeta, Godinho Lopes, a demarcar-se e a reiterar o apoio institucional à candidatura encabeçada por Fernando Gomes, atual presidente da Liga Portuguesa de Futebol Profissional.

O líder associativo adiantou que a AFL vai «patrocinar um debate entre os dois candidatos e os clubes de Lisboa» e confirmou que sofreu pressões para retirar o apoio a Carlos Marta, mas qualificou-as de «legítimas», por parte de «clubes que defendem os seus interesses».

Carlos Ribeiro lamentou também que «o Benfica e o Sporting não estejam a dar o apoio que a Associação de Futebol de Lisboa precisa», mas não quis especificar, alegando que o assunto «deve ser analisado em sede própria, ou seja, a AFL».

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.