Portugal empatou hoje com a Polónia (1-1), em jogo do Grupo 6 de apuramento para o Euro2013, com Wilson Eduardo a falhar uma grande penalidade em cima do intervalo, após expulsar o guarda-redes Filip Kurto.

Portugal passou a somar quatro pontos, os mesmos que a Polónia, que tem um jogo a mais, e mais um do que a Rússia, que se pode isolar sexta-feira na frente do agrupamento, caso triunfe na Moldávia.

Neste encontro, o selecionador Rui Jorge promoveu as estreias do guarda-redes Mika e do médio Saná, ambos vice-campeões do mundo de sub-20, deixando Nélson Oliveira (entrou na segunda parte) e Pelé no banco.

Aos seis minutos o primeiro sinal de perigo, com um cruzamento de Mário Rui, do lado esquerdo, e a bola a atravessar toda a área polaca, sem que André Martins conseguisse emendar.

O sinal estava dado e três minutos depois foi mesmo a valer. Pedro Mendes abriu o ativo para Portugal, depois de um livre cobrado por Josué, que colocou a bola no coração da área polaca, onde aparece o central português a cabecear sem hipóteses para Filip Kurto.

A perder, a Polónia partiu para cima de Portugal na busca do golo, mas apesar dos avisos do selecionador Rui Jorge ao longo desta semana, a defensiva lusa acabou por consentir o empate, aos 36 minutos, por Michal Kucharczyk, que surgiu sem marcação dentro da área, após cruzamento de Mateusz Klich.

A Polónia estava galvanizada, mas sofreu uma grande contrariedade mesmo em cima do intervalo, quando Kurto foi expulso, por derrubar Wilson Eduardo na grande área, quando o avançado luso surgia isolado para apontar o segundo.

O próprio encarregou-se de apontar o castigo máximo, mas acabou por atirar ao poste direito, após um ligeiro desvio do guarda-redes Lukasz Skorupski, que entrara para o lugar do autor do golo dos polacos.

Na segunda parte, a Polónia entrou muito aberta, tentando chegar ao segundo golo, mas aos poucos foi-se fechando e colocou sempre nove elementos atrás da linha da bola, o que obrigou Portugal a um esforço redobrado.

Impotente para abrir a muralha polaca, Rui Jorge fez duas substituições de uma assentada, colocando em campo David Simão e Diogo Viana nos lugares de André Martins e Wilson Eduardo.

Portugal passou a jogar com muito mais velocidade, mas aos 80 minutos, foi a Polónia que quase chegou ao segundo golo. Em contra-ataque, Tomasz Kupisz correu isolado desde a linha de meio-campo, mas, após passar Mika, ficou sem ângulo, face à mancha do guarda-redes luso, e atirou ao lado.

Na resposta, aos 86 minutos, André Almeida, de cabeça, atirou ao ferro e, pouco depois, foi Rui Fonte a permitir a intervenção do guardião polaco, que manteve o empate registado ao intervalo.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.