O ex-central português Fernando Couto foi esta sexra-feira homenageado pela União Europeia de Futebol (UEFA) pelos 100 internacionalizações ao serviço da seleção portuguesa de futebol.

Fernando Couto foi agraciado com uma medalha, antes do início do encontro entre as seleções principais de Portugal e da Islândia, que se defrontam no Estádio do Dragão, no Porto, em encontro do Grupo H de apuramento para o Euro2012.

Ao contrário de Fernando Couto, Figo, que também cumpriu mais de 100 jogos, teve de adiar a receção do mesmo prémio, uma vez que não pôde estar presente, por se encontrar no Leste da Europa, devido a obrigações profissionais.

De acordo com uma fonte próxima do jogador, “era impossível” ao ex-número 7 luso “chegar a tempo ao Porto”, pelo que “ficou combinado com a FPF que Figo receberá o troféu num próximo jogo que a seleção dispute em casa”.

Fernando Couto foi o primeiro jogador português a atingir a 100.ª internacionalização “AA”, feito conseguido a 11 de outubro de 2003, no triunfo por 5-3 sobre a Albânia, num particular disputado no Estádio do Restelo, em Lisboa.

O ex-central acabou a carreira com 110 jogos (oito golos), num percurso iniciado a 19 de dezembro de 1990: jogou os 90 minutos na Maia, no triunfo por 1-0 sobre os Estados Unidos, num embate de carater particular.

O derradeiro encontro do jogador que passou por FC Porto, Famalicão, Académica, Parma, FC Barcelona e Lázio de Roma aconteceu nas meias-finais do Euro2004, no triunfo por 2-1 sobre a Holanda, a 30 de junho, em Alvalade.

Fernando Couto, campeão mundial de juniores em Riade (1989), vestiu as cores nacionais nas fases finais dos Europeus de 1996, 2000 e 2004 e do Mundial de 2002.

Por seu lado, Figo representou a formação das “quinas” entre 12 de outubro de 1991 (1-1 no Luxemburgo, num particular) e 08 de julho de 2006 (1-3 com a Alemanha, no jogo de atribuição do “bronze” do Mundial).

Cerca de três anos mais novo do que Couto, o ex-jogador de Sporting, FC Barcelona, Real Madrid e Inter de Milão disputou o 100.º jogo no Estádio Algarve, num particular com a Inglaterra (1-1, a 18 de fevereiro de 2004).

Figo, que foi campeão do Mundo de juniores em Lisboa (1991), acabou a carreira com 127 internacionalizações “AA” e 32 golos, sendo o jogador luso com mais jogos, já que, ao contrário do ex-central, ainda disputou o Mundial de 2006.

Curiosamente, o jogador criado em Alvalade igualou os 110 jogos de Couto na “trágica” final do Euro2004, que Portugal perdeu com a Grécia por 1-0, em pleno Estádio da Luz, com o extremo todo o jogo em campo e o central a ver do banco.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.