Fernando Madureira, líder da claque Super Dragões, desvalorizou os insultos de que João Félix foi alvo na chegada a Espinho para a concentração da Seleção A. De acordo com o jornal Record, o jogador do Benfica chegou ao hotel numa viatura onde também seguiam o pai e a mãe e alguns adeptos manifestaram-se contra o jogador do Benfica, batendo inclusivamente no tejadilho do carro, embora também se tenham ouvido aplausos.

"Lampião, volta para Lisboa, volta para o teu clube", gritaram na altura alguns adeptos.

“Isso é futebol, é normal. Uma vez em Guimarães gritaram Messi ao Cristiano Ronaldo. Amanhã [hoje] não há João Félix. O chip é Portugal. Temos de desligar o chip dos clubes para criarmos o ambiente do Euro2016”, afirmou Fernando Madureira ao jornal Record.

O líder dos Super Dragões disse ainda que vai acompanhar a seleção durante a 'final four' da Liga das Nações.
“Irei lá estar juntamente com alguns elementos dos Super Dragões e membros de outras claques. Sporting, Leixões e V. Guimarães são algumas das representadas. Peço aos adeptos que apoiem a equipa do primeiro ao último minuto para levar a Seleção à final”, garante.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.