O selecionador português, Fernando Santos, explica as muitas alterações na convocatória da seleção como uma forma de gestão, rejeitando que esteja a fazer experiências.

“Esta é uma forma de gestão, de gerir todos os ativos que tenho ao dispor na Seleção. Seguramente direi que é uma forma de gestão”, disse taxativamente.

Sobre a ausência de Ronaldo, Fernando Santos preferiu responder com a emergência de novos talentos neste grupo de trabalho.

“Porque é que falam sempre do Cristiano? Percebo a pergunta. É um momento para fazer uma gestão. Acho que se devem sentir orgulhosos, porque em Portugal está a aparecer uma geração e o futuro é brilhante. Portugal tem um lote de jogadores que permite fazer esta escolha”, atirou.

Portugal defronta a Rússia no dia 14 de novembro e o Luxemburgo no dia 17.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.