Depois de ter deixado de jogar, Luís Figo procura ter tempo si e para a família, mas o futebol sempre foi a sua vida e um dia, quem sabe, poderá abraçar a carreira de treinador.

«Nesta altura não penso em treinar, é muito stressante. Depois de vinte anos a jogar futebol, preciso de tempo para mim e para a minha família (…) Mas tenho curiosidade em saber se seria capaz de orientar uma equipa como o Inter ou a seleção portuguesa. Por agora é muito cedo para isso», revelou, em declarações à imprensa italiana.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.