"É preciso relembrar que o seleccionador nacional está em funções, pelo que estão assegurados todos os actos e procedimentos relativos aos jogos de qualificação para o Euro2012”, afirmou Madaíl ao sítio da FPF, aludindo aos jogos com Chipre (3 de Setembro, em Guimarães) e na Noruega (7).

Madaíl referiu que "a Direcção da FPF não deve expressar qualquer posição que possa ser entendida como pressão ou tentativa de influência nas decisões" do Conselho de Disciplina do organismo e sublinhou a rapidez com que decorrem as diligências do processo instaurado a Queiroz.

“Estou convencido que, tal como manifestámos na última reunião de Direcção, poderemos analisar o relatório do Conselho de Disciplina e tomar as medidas consideradas adequadas muito em breve", afirmou.

O presidente da FPF agradeceu "a disponibilidade de todos quantos têm intervenção directa ou indirecta neste processo e podem contribuir para o rápido andamento do mesmo", observando que tomou conhecimento do caso há pouco mais de duas semanas, a 23 de Julho, quando a secretaria de Estado da Juventude e do Desporto "enviou um relatório do Instituto do Desporto de Portugal sobre alegados factos ocorridos durante o estágio que a selecção nacional realizou na Covilhã".

"Obrigatoriamente, foi dado carácter urgente a esta matéria pelo que não posso deixar de registar e elogiar a celeridade com que decorrem as respectivas diligências”, adiantou Gilberto Madaíl.

Carlos Queiroz está a ser alvo de um processo disciplinar por parte do Conselho de Disciplina da FPF por alegada violação dos regulamentos antidopagem, na Covilhã, aquando do estágio de preparação da selecção nacional para o Mundial de 2010, realizado na África do Sul.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.