O presidente da Federação Portuguesa de Futebol irá a Madrid no início da próxima semana para ser recebido pelo presidente do Real, Florentino Perez, de quem vai tentar “obter luz verde” para contratar José Mourinho.

“O presidente vai encontrar-se em Madrid, no início da próxima semana, provavelmente segunda-feira, com Florentino Pérez”, disse à Agência Lusa uma fonte da FPF.

Nesse encontro, Gilberto Madail irá procurar que o Real Madrid ceda o seu treinador à selecção portuguesa para os jogos com Dinamarca e na Islândia, a 08 e 12 de Outubro.

São dois jogos cruciais para o apuramento da selecção lusa para o Euro2012, depois do empate caseiro com Chipre (4-4) e da derrota na Noruega (1-0).

O presidente da FPF precisa de resposta urgente, visto que a pré-convocatória para os jogos tem de estar elaborada quarta-feira, para ser enviada e recebida no dia seguinte pelos clubes.

Segundo a mesma fonte, Madail já conseguiu obter a disponibilidade de Mourinho para orientar, com a sua equipa técnica, a selecção nos dois jogos, mas a decisão final está nas mãos do presidente do Real Madrid.

Amigo pessoal de Angel Villar, presidente da Federação espanhola, com quem partilha o projecto de candidatura ibérica ao Mundial 2018/22, Madaíl tentou sensibilizar o homólogo espanhol a interceder junto de Florentino, com quem tem excelentes relações pessoais, no sentido deste “dar uma mãozinha” a Portugal.

“O que pode complicar um final feliz para este processo é o facto de Gilberto Madaíl ter tornado pública a sua iniciativa”, disse Lusa fonte muito próxima de Mourinho, para quem este “jamais poderia dizer não” à selecção num momento tão difícil.

As reacções “merengues” têm sido críticas e contrárias à possibilidade de “emprestar” Mourinho à selecção portuguesa para os dois referidos jogos.

É entendimento da mesma fonte que, caso Florentino Perez tenha a opinião pública contra tal hipótese, “a resposta a Gilberto Madaíl será negativa”, realçando, por outro lado, os riscos que Mourinho corre, apesar da sua disponibilidade.

“Mesmo que o Real Madrid dissesse que sim, os riscos são evidentes no caso de Portugal não ganhar os dois jogos, de Pepe, Ricardo Carvalho e Ronaldo neles se lesionarem ou do Real Madrid não vencer o jogo seguinte para a Liga espanhola”, comentou a mesma fonte.

Tratou-se de uma cartada arriscada do presidente da FPF, que pretendia tirar partido do efeito anímico e motivador que a simples presença de Mourinho nesses jogos teria nos jogadores e na opinião pública.

A ideia de Madaíl é promover Paulo Bento a seleccionador nacional após os dois jogos, tanto mais que a seguir se regista um hiato competitivo que daria tempo a pôr a casa em ordem.

Portugal só volta a jogar para a fase de qualificação do Euro2012 em Junho, apesar de ter um jogo particular frente à Espanha, a 19 de Novembro, também de promoção da candidatura ibérica, eventualmente reforçada com bom posicionamento luso, tal com a própria posição de Madaíl no contexto da sua recandidatura à presidência da FPF.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.