Questionado sobre se vai "colocar o autocarro" em frente do ataque de Portugal, John Buttigieg respondeu: "é natural, hoje em dia todas as equipas que jogam com outras mais fortes jogam um pouco assim, mais defensivamente e com o bloco mais baixo, até Portugal o faz quando joga contra grandes equipas".

Malta, última classificada do grupo A, com um ponto em nove jogos, ainda não marcou qualquer golo e sofreu 22, mas o treinador disse querer marcar quarta-feira, no Estádio D. Afonso Henriques, em Guimarães.

"Sim, é um problema não marcarmos, mas espero que amanhã [quarta-feira] possamos marcar o primeiro golo", disse durante a conferência de imprensa realizada antes do treino de ambientação ao relvado e iluminação do estádio vimaranense.

Buttigieg sabe que "Portugal vai fazer tudo para ganhar porque esta é uma grande oportunidade para chegar ao Mundial depois das dificuldades que enfrentou no início". Portugal tem "uma grande equipa", e "não será uma surpresa" para a equipa de Malta.

O técnico disse ainda que no início da fase de qualificação esperava que Portugal liderasse neste momento o grupo e que competisse com a Suécia por uma vaga.

Sobre um alegado prémio da federação sueca aos jogadores de Malta no caso de conseguirem "roubar" pontos a Portugal, o seleccionador disse "desconhecer" a situação: "têm de perguntar aos suecos, isso é novidade para mim".

A ausência de Cristiano Ronaldo também foi abordada, mas para John Buttigieg ela não será determinante - "o Cristiano Ronaldo é um dos melhores jogadores do mundo, mas Portugal tem outros grandes jogadores e será muito difícil mesmo sem ele", disse.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.