"O adversário era complicado, o campo muito difícil. O adversário adaptou-se melhor às condições, mas, apesar de termos o jogo dominado, acabámos por sofrer um golo em contra-ataque. A equipa reagiu bem, lutou, trabalhou, criou oportunidades e foi pena não termos eficácia no capítulo da finalização", afirmou Oceano Cruz.

O técnico acrescentou ainda que agora é tempo de pensar nas duas próximas jornadas e corrigir os erros cometidos nestes dois últimos jogos.

Em Novembro, a Selecção sub-21 terá pela frente a deslocação à Inglaterra e a visita da seleccção grega, mas Oceano está "confiante no sucesso desta fase de qualificação"

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.