A Arménia defronta Portugal esta sexta-feira, em jogo da 4.ª jornada do Grupo I de apuramento para o Euro2016.

Apesar de não ser uma seleção com cotação na Europa, a formação da Arménia tem jogadores que inspiram cuidados à seleção de Portugal. Mkhitaryan, do Borussia Dortmund, é o mais conhecido dos eleitos do selecionador da Arménia, o suíço Bernard Challambes.

O médio ofensivo de 25 anos trocou o Shakhtar Donetsk pelo Borussia Dortmund em 2013/2014, a troco de 27,5 milhões de euros, depois de três épocas na turma ucraniana. Recuando um pouco mais no seu passado, há que destacar as passagens pelo Metalurh Donetsk (Ucrânia) e Pyunik (Arménia), onde tudo começou.

Esta temporada Mkhitaryan fez somente um golo pelo Dortmund na Taça da Alemanha, e soma apenas 47 minutos na Liga. Estes números refletem também uma lesão que o afastou da equipa durante muito tempo.

Na época passada, o médio arménio participou em 46 jogos pelo Dortmund, entre Bundesliga, Taça da Alemanha e Liga dos Campeões. A época de estreia não poderia correr melhor ao médio que apontou 13 golos, nove na Liga Alemã, dois na Taça e outros dois na Champions. Apesar de ser um médio, Mkhitaryan é um jogador com faro de golo. A sua criatividade e inteligência permitem-lhe criar várias situações de golo para os colegas, mas também aparecer em zonas de finalização, como mostram os números pelas equipas onde passou.

Durante os quatro anos que passou no Pyunik, apontou 111 golos em 294 jogos, apesar da tenra idade. A sua veia goleadora ficou patente também no Metalurh Donetsk onde marcou 17 golos em 45 jogos. Mas foi no Shakhtar que mostrou maior apetência para as balizas contrárias, ao faturar por 44 vezes nos 106 jogos que fez pela formação ucraniana.

Apesar de a Arménia não ser uma seleção do topo da Europa, a verdade é que costuma criar muitas dificuldades às equipas ditas mais fortes, principalmente nos últimos anos. Muito por culpa de Mkhitaryan, que marcou 16 golos nos 49 jogos já disputados pela seleção A da Arménia.

Um adversário a levar em conta. Sinónimo da sua importância na formação da Arménia está o facto de o seu nome ter sido falado na conferência de imprensa de antevisão do encontro com Portugal, com Fernando Santos a declarar que não ia mover qualquer marcação especial à estrela da seleção da Arménia.

Além de Mkhitaryan, há que ter em conta os avançados Ghazaryan, do Olympiakos da Grécia, e Movsisyan, do Spartak Moscovo. Manucharyan, do Ural da Rússia, e Hovsepyan, do Metalurh Donetsk, também são nomes a não descartar.

O jogo entre Portugal e Arménia, de qualificação para o Euro2016, está marcado para às 19h45 desta sexta-feira. O Grupo I é liderado pela Dinamarca com quatro pontos, os mesmos da Albânia. Ambas as seleções têm um jogo a mais que as restantes. Portugal tem três pontos, a Sérvia tem dois e a Arménia soma apenas um.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.