O seleccionador português, Paulo Bento, reconheceu hoje que a «urgência que é tão característica do futebol» é inimiga dos jogadores amadores, segundo o sítio da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) na Internet.

«A verdade é que, com mais paciência e outro tipo de mecanismos, podia fazer-se um maior aproveitamento destes atletas amadores para o futebol profissional. No entanto, a urgência que é tão característica do futebol não permite esse tipo de aposta. Se calhar ainda não fazemos as coisas da melhor maneira para proteger aquilo que é nosso», afirmou o técnico.

Durante uma visita à unidade hoteleira de Ofir que acolhe as oito equipas participantes na Taça das Regiões da UEFA, Paulo Bento sublinhou que «é no nível amador que frequentemente se começa uma carreira e onde, por vezes, se consegue fazer alguma descoberta interessante para o futuro».

«Sabemos a importância que têm as associações no desenvolvimento do desporto e neste caso em concreto do futebol, por isso a Taça das Regiões é uma competição que deve ser acompanhada e acarinhada», frisou.

Até 28 de Junho, a fase final da Taça das Regiões da UEFA está a ser disputada em Barcelos, Braga, Esposende (Fão) e Vila Verde pelos oito finalistas da prova, entre os quais a Associação de Futebol de Braga, única representante portuguesa.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.