Depois de uma fase de qualificação muito sofrida, Portugal conseguiu recuperar na fase final e, após um empate e três triunfos, conseguiu assegurar o segundo posto e figurar entre os oitos melhores segundos classificados, garantindo a presença no "play-off".

O conjunto orientado por Carlos Queiroz tem também a vantagem de figurar entre os quatro cabeças-de-série do sorteio, evitando França, Rússia e Grécia, pelo que o seu adversário sairá do grupo que integra Bósnia, Eslovénia, Ucrânia Irlanda.

À margem do sorteio, hoje os presidentes das federações portuguesa e espanhola, Gilberto Madail e Angel Villar, respectivamente vão apresentar ao presidente da FIFA, Joseph Blatter, a candidatura ibérica ao Mundial de 2018 ou 2022.

Depois de formalizado o comité de candidatura único, com o formato legal de uma fundação, os dois responsáveis federativos reúnem-se com Blatter, que vai mostrando maior flexibilidade a alianças entre dois países, para "reiterar" os méritos deste projecto ibérico.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.