Cristiano Ronaldo, dispensado devido a uma lesão no tornozelo direito, é o grande ausente da "equipa das quinas", juntando-se nas "baixas" a Bosingwa e Pedro Mendes, titulares nos dois últimos encontros da selecção.

O seleccionador português, Carlos Queiroz, escondeu o "onze" que vai apresentar, embora tenha admitido que será uma equipa já com experiência, recaindo as maiores dúvidas sobre as laterais defensivas.

Eduardo tem lugar garantido na baliza, provavelmente atrás de Bruno Alves e Ricardo Carvalho, com as laterais a poderem ser atribuídas a Miguel e a Duda, ficando o meio-campo entregue a Pepe, Raul Meireles e Deco e o ataque a Nani, Simão e Liedson.

Pela frente, Portugal, uma das melhores defesas da fase de apuramento, terá o ataque mais produtivo das oito selecções que chegaram ao "play-off", com o destaque para Dzeko, autor de nove golos na fase de qualificação, e para Misimovic.

Com os bilhetes esgotados, são esperados aproximadamente 60 000 adeptos na Luz, entre os quais cerca de 4000 bósnios, numa partida que será arbitrada pelo inglês Martin Atkinson.

Na quarta-feira, joga-se a segunda mão do “play-off”, com Portugal a defrontar a Bósnia-Herzegovina no Estádio Bilino Polje, em Zenica.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.