À procura do primeiro triunfo, depois da derrota (1-0) de quarta-feira na ronda inaugural diante do País de Gales, o selecionador de Portugal, António Violante, fez várias alterações no “onze” inicial, proporcionando maior consistência à formação lusa.

As alterações deram maior fulgor atacante à equipa portuguesa, que dominou a partida, tendo alcançado o intervalo em vantagem, com um golo marcado, aos 13 minutos, por Andrea Rodrigues. Na segunda parte, Carolina Mendes, aos 56 minutos, Ana Borges (63) ampliaram a vantagem, tendo Carla Couto (85) fixado o resultado em 4-0.

Portugal entrou bem na partida e assumiu o controlo do jogo, traduzindo esse domínio com a vantagem alcançada, aos 13 minutos, quando Andrea Rodrigues finalizou, com um remate forte e cruzado, uma assistência de Ana Borges.

Oito minutos depois, Portugal dispôs de nova oportunidade para dilatar o marcador, mas Melissa Antunes, isolada, cabeceou ao lado da baliza húngara.

Até ao descanso, couberam a Portugal as melhores oportunidades, a melhor das quais, num livre direto batido Regina Pereira, que levou a bola a embater na barra da baliza adversária.

Numa primeira parte com sentido único, a Hungria só, por duas vezes, rematou à baliza portuguesa, mas sem grande perigo.

Na segunda parte, o jogo manteve a mesma toada de sentido único e, aos 56 minutos, Carolina Mendes ampliou a vantagem (2-0), minutos depois de Andrea Rodrigues ter falhado escandalosamente uma oportunidade com a baliza deserta.

Portugal voltou a marcar, aos 63 minutos, num lance de contra-ataque, em que Cláudia Neto isolou por Ana Borges, com a avançada lusa a concretizar com um “chapéu” à guarda-redes húngara.

Só aos 71 minutos, é que a Hungria voltou a rematar à baliza portuguesa, desta vez pela recém-entrada Henrietta Csiszár, mas com Jamila Marreiros opôs-se e evitou o golo.

A cinco minutos do final, Carla Couto, que entrou aos 79 minutos para o lugar de Carolina Mendes, fixou o resultado em 4-0 para Portugal, o segundo melhor resultado de sempre da formação lusa no torneio algarvio.

O melhor resultado de Portugal no Mundialito feminino foi conseguido em 2010, diante das Ilhas Faroé, com uma goleada por 5-0.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.