Carlos Queiroz gostava de “repetir a experiência de 1991”, em que Portugal organizou e venceu o Mundial de sub-20, transpondo desta feita a prova para o escalão sénior. “O importante é que Portugal ganhe esta candidatura, esteja nesse Mundial e seja sempre um candidato a um dos melhores lugares do Mundo”, disse o seleccionador nacional, após a apresentação do logótipo da candidatura ibérica.

O técnico apelou ao optimismo para vencer esta corrida, tal como na fase de apuramento da selecção nacional para o Mundial 2010. “No final, haverá outros que tentarão ser primeiros mas, quando somos campeões nas atitudes, à partida é meio caminho andado para podermos ganhar”, concluiu.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.