O director da Candidatura Ibérica, o espanhol Miguel Angel Lopez, confirmou a ausência do extremo português em Zurique, devido a uma lesão.

Segundo o Real Madrid, o capitão da selecção portuguesa, sofreu uma lesão no tornozelo direito no jogo do campeonato espanhol com o Barcelona, na segunda-feira, e será submetido a tratamento nas próximas 24 a 48 horas.

Sem Ronaldo, a Candidatura Ibérica terá o apoio presencial do guarda-redes Iker Casillas, capitão da selecção espanhola, à semelhança de antigos jogadores como Figo e Hierro, dos seleccionadores Paulo Bento e Vicente del Bosque e dos presidentes das Ligas, Fernando Gomes e José Luis Astiasarán.

Portugal e Espanha estarão representados em Zurique pelos respectivos primeiros-ministros, José Sócrates e José Luís Rodriguez Zapatero, que acompanharão os presidentes das duas federações, Gilberto Madail e Ángel Maria Villar, na recta final da “corrida” pela organização do Mundial de 2018.

A representação conjunta de Portugal e Espanha integra os seus responsáveis políticos pelo Desporto, respectivamente Laurentino Dias e Jaime Lissavetzki.

Ao Mundial de 2018 concorrem as candidaturas conjuntas de Espanha e Portugal e da Bélgica e da Holanda, além da Inglaterra e da Rússia. À edição de 2022 apresentam-se Austrália, Coreia do Sul, Estados Unidos, Japão e Qatar. 

A Comissão Executiva da FIFA anuncia às 15 horas de Lisboa de quinta-feira, a atribuição da organização dos Mundiais de 2018 e de 2022, depois de as várias candidaturas fazerem a última apresentação na véspera e na manhã do dia decisivo. 

A candidatura Ibérica faz a sua apresentação às 09 horas de quinta-feira.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.