A seleção portuguesa de futebol selou hoje a nona qualificação consecutiva para a fase final de uma grande competição, um perfeito ‘nove em nove’, depois de míseras quatro presenças nas primeiras 26 edições de Europeus e Mundiais.

Até 1998, a formação das ‘quinas’ apenas conseguiu chegar aos Mundiais de 1966 e 1986 e aos Europeus de 1984 e 1996, falhando o apuramento em 21 ocasiões, sendo que não entrou na corrida ao primeiro campeonato do Mundo, disputado em 1930.

A partir de 2000, Portugal inverteu por completo a tendência, ao não falhar uma única fase final, sendo que disputou o Europeu de 2004 sem necessitar de se se qualificar, na qualidade de anfitrião.

Nas últimas três fases de apuramento, para os Mundiais de 2010 e 2014 e o Europeu de 2012, a seleção das ‘quinas’ necessitou do ‘play-off’, para, desta vez, dispensar o último jogo, face ao triunfo de hoje perante a Dinamarca (1-0).

A formação das ‘quinas’ vai, assim, disputar a nona fase final consecutiva e o sexto Europeu de ‘rajada’, depois das presenças nas edições de 1996, 2000, 2004, 2008, 2012.

Após ter estado ausente da qualificação para o primeiro campeonato do Mundo, em 1930, Portugal falhou sucessivamente o apuramento para oito fases finais (Mundiais de 1934, 38, 50, 54, 58 e 62 e os primeiros Europeus, de 1960 e 64).

À nona tentativa, a formação das ‘quinas’ logrou, finalmente, qualificar-se, para o Mundial de 1966, sob o comando de Eusébio da Silva Ferreira, autor de sete dos nove golos lusos – os outros foram de Coluna e Jaime Graça.

Mesmo com o ‘rei’, Portugal não conseguiu dar sequência ao brilhante terceiro lugar conseguido em Inglaterra e entrou em novo ciclo de oito falhanços, agora para os Europeus de 1968, 72, 76 e 80 e os Mundiais de 1970, 74, 78 e 82.

A primeira presença lusa num Europeu – já o sétimo – aconteceu em 1984, graças a um triunfo final por 1-0 sobre a União Soviética, selado por Jordão, de penálti, após falta sobre Chalana no limite da área.

Seguiu-se novo apuramento, agora para o Mundial de 1986, na sequência do célebre ‘deixem-me sonhar’ do ‘bom gigante’ José Torres. O ‘milagre’ aconteceu em Estugarda, onde a formação das ‘quinas’ venceu a RFA por 1-0, com um ‘golão’ de Carlos Manuel e várias bolas nos ‘ferros’ de Manuel Bento.

Após duas meias-finais nas duas primeiras fases finais (1966 e 1984), Portugal saiu envergonhado do México, face ao tristemente célebre ‘Caso Saltillo’ e os falhanços voltaram – Europeus de 1988 e 92 e Mundiais de 1990 e 94.

Já com a ‘geração de ouro’, os campeões mundiais de juniores de 1989 e 91, Portugal voltou a uma fase final em 1996, ao Europeu, de novo em Inglaterra, mas, dois anos depois, ainda desperdiçou mais um Mundial, o de 1998.

A ausência do Campeonato do Mundo disputado em França ainda é, no entanto, o derradeiro falhanço, já que Portugal assegurou hoje o pleno de fases finais desde 2000.

- Participações de Portugal em fases finais de Mundiais e Europeus:

Prova Resultado

Mundial 1930 não participou

Mundial 1934 não se qualificou

Mundial 1938 não se qualificou

Mundial 1950 não se qualificou

Mundial 1954 não se qualificou

Mundial 1958 não se qualificou

Europeu 1960 não se qualificou

Mundial 1962 não se qualificou

Europeu 1964 não se qualificou

Mundial 1966 Terceiro lugar

Europeu 1968 não se qualificou

Mundial 1970 não se qualificou

Europeu 1972 não se qualificou

Mundial 1974 não se qualificou

Europeu 1976 não se qualificou

Mundial 1978 não se qualificou

Europeu 1980 não se qualificou

Mundial 1982 não se qualificou

Europeu 1984 Meias-finais

Mundial 1986 Primeira fase

Europeu 1988 não se qualificou

Mundial 1990 não se qualificou

Europeu 1992 não se qualificou

Mundial 1994 não se qualificou

Europeu 1996 Quartos de final

Mundial 1998 não se qualificou

Europeu 2000 Meias-finais

Mundial 2002 Primeira fase

Europeu 2004 Final

Mundial 2006 Quarto lugar

Europeu 2008 Quartos de final

Mundial 2010 Oitavos de final

Europeu 2012 Meias-finais

Mundial 2014 Primeira fase

Europeu 2016 (apurado para a fase final)

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.

Ajude-nos a melhorar o SAPO Desporto