Vítor Baía, antigo guarda-redes do FC Porto e da Selecção nacional, disse hoje que mantém em aberto a possibilidade de se candidatar à presidência da Federação Portuguesa de Futebol (FPF).

«Com os estatutos aprovados e com tudo regularizado, naturalmente que encaro essa hipótese [candidatura] como uma grande possibilidade», disse Vítor Baia à margem das celebrações do Dia Mundial da Criança, em Vila Nova de Gaia, onde a fundação com o seu nome ajudou à festa de centenas de crianças.

«Desde que o projecto seja credível e com gente de qualidade, porque não? É mais uma possibilidade, mas para já não passa disso», comentou o antigo internacional português.

Actualmente empenhado na Fundação Vítor Baía, o antigo guarda-redes dos “dragões” disse continuar atento ao quotidiano do futebol, ao qual regressará «quando surgir o momento certo».

«Para já, lidero este processo de solidariedade social, que já ajudou cerca de 10 mil crianças e vários hospitais por todo o País», referiu Vítor Baía, que hoje contou com a companhia de Domingos Paciência, novo treinador do Sporting, e do também antigo jogador João Vieira Pinto, agora administrador da empresa municipal Gaianima.

A criação de uma casa de acolhimento para crianças desfavorecidas é o próximo objectivo da sua fundação e, para isso, Vítor Baía aproveita o seu curso de gestão desportiva para encontrar soluções e parcerias.

O ex-director de relações externas portista revelou que a carreira de dirigente desportivo no FC Porto é já uma página do passado: «Serei portista sempre, mas temos que seguir em frente e penso que poderei vir a ser útil num outro projecto ambicioso».

«Continuo a vibrar pelas vitórias dos "dragões" e esta foi uma época extraordinária, que nem os mais optimistas esperavam», disse o antigo guarda-redes da Selecção, ao mesmo tempo que confessou o desejo que o seu jogo de homenagem fosse entre o FC Porto e o FC Barcelona, equipa que também representou.

Por coincidência, esse será um dos primeiros jogos da próxima época, para a disputa da Supertaça Europeia: «Poder assistir a esse jogo será um momento de grande emoção, para rever grandes amigos, mas a torcer pelo FC Porto».

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.