Mario Balotelli tem os dias contados no Brescia, de acordo com as palavras do presidente do clube, Massimo Cellino. "Em janeiro pode ir-se embora de borla. Neste momento deve escolher qual é o melhor caminho para ele", afirmou o dirigente.

O avançado internacional italiano não está a viver uma temporada fácil nem dentro, nem fora de campo. Leva apenas dois golos em oito partidas pelo clube e viu-se vítima de episódios racistas, incluindo na sequência de declarações proferidas pelo próprio presidente, as quais o clube teve mesmo de dar explicações em comunicado. Situações que complicaram ainda mais a sua posição à qual chegou este Verão, proveniente do Lyon.

"Lutar pela sobrevivência na Serie A requer sacrifícios e talvez Balotelli tenha pensado que fosse mais fácil", acrescentou Cellino. assim, o proprietário do Brescia assegurou em declarações à televisão italiana, que não se oporá à saída do jogador no mercado de Inverno.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.