O jornal espanhol AS conta uma história no mínimo caricata que envolve uma das primeiras camisolas de Cristiano Ronaldo compradas na loja da Juventus.

Carmine Rossi, um jornalista do ‘Sportitalia’ comprou a camisola de CR7 mal esta foi colocada à venda na loja da 'Vecchia Signora' e viajou até à Grécia, onde Ronaldo está a passar férias com amigos e família, tudo para conseguir um autógrafo do internacional português.

Chegado à Grécia, o jornalista deslocou-se ao resort e conseguiu tirar fotografias da chegada do presidente da 'Juve', Andrea Agnelli. No entanto, os disparos da câmara fotográfica denunciaram-no e foi convidado a deixar o hotel.

Desesperado, Carmine Rossi implorou de joelhos a um turista italiano para que levasse a camisola junto de Cristiano Ronaldo  para que este a autografasse. O turista aceitou o pedido dizendo ao jornalista para não se preocupar.

Porém, o jornalista acabou por ser enganado e o turista ficou com a camisola. Estranhando a demora, Carmine Rossi tentou contactar o compatriota, que não atendeu o telemóvel. No entanto, o ladrão cometeu um erro que permitiu a sua identificação, ao publicar na rede social Instagram fotografias da sua filha com a camisola de CR7. As fotos acabariam por se tornar virais.

Quando o jornalista conseguiu finalmente contactar o 'larápio', este terá dito: "Perdão, mas a camisola agora é minha".

O turista italiano acabaria por colocar a camisola à venda no Ebay por 13 mil euros-.

Michele Criscitiello, diretor do canal Sportitalia, afirmou que vai denunciar o caso à polícia, e garantiu que quando recuperar a camisola, esta será usada para um leilão com fins de beneficência.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.