O procurador antidoping do Comité Olímpico Italiano (CONI), Ettore Torri, ouviu Cannavaro e o chefe do departamento médico da Juventus, Bartolomeo Goitre, na noite de quinta-feira, poucas horas depois de o resultado positivos ter sido tornado público.

Recebeu uma injecção de cortisona a 29 de Agosto para prevenir uma reacção alérgica, pouco antes dos jogos da selecção transalpina com a Geórgia e a Bulgária, noticiou quinta-feira a agência italiana ANSA, citando a Federação Italiana de Futebol.

A cortisona está entre as substâncias proibidas que podem ser administradas com fins terapêuticos, mas mediante autorização prévia.

A imprensa italiana de hoje afirma que o capitão da selecção campeã do Mundo, eleito Bola de Ouro e Melhor Jogador do Mundo FIFA de 2006, pode ser ilibado, enquanto a Juventus e Goitre podem ser punidos.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.