Um consórcio de investidores norte-americano liderado pelo empresário Thomas DiBenedetto assinou um acordo com a família Sensi para a aquisição do clube de futebol italiano Roma por 50 milhões de euros.

O consórcio formado por quatro empresários norte-americanos adquiriu 67 por cento das acções do clube à sociedade Roma2000, um negócio que transforma o Roma no único clube do campeonato italiano controlado por estrangeiros.

O banco Unicredit, que no ano passado se tornou co-proprietária da equipa romana endividada, vai ter uma participação na nova empresa proprietária.

Thomas DiBenedetto, norte-americano de ascendência italiana, é sócio da empresa que detém os Red Sox e o Liverpool.

O Roma está em sexto lugar do campeonato, a 15 pontos do AC Milan, em primeiro lugar.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.