O antigo futebolista internacional italiano Daniele De Rossi, atual treinador-adjunto na seleção de Itália, teve hoje alta médica, cinco dias após ter sido internado com problemas respiratórios, devido à covid-19.

O antigo jogador, de 37 anos, deixou hoje o hospital em Roma, onde se encontrava internado, e vai prosseguir a sua recuperação em casa.

De Rossi foi um dos elementos infetados com o novo coronavírus na concentração da seleção italiana realizada há duas semanas, na sua primeira participação como adjunto do selecionador Roberto Mancini.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.947.319 mortos no mundo, resultantes de mais de 136,5 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.