O proprietário do AC Milan, Sílvio Berlusconi, assinou hoje com o empresário Bee Taechaubol um acordo de exclusividade válido por oito semanas para negociar a venda do gigante do futebol italiano, que vive momentos de dificuldades.

“Durante este período, Sílvio Berlusconi, que manterá o cargo de presidente, e Taechaubol irão trabalhar juntos para construir um grande e ambicioso projeto económico e desportivo para fazer regressar o AC Milan ao mais alto nível do futebol italiano e internacional”, referiram ambos num comunicado conjunto.

No mesmo comunicado faz-se saber que Berlusconi ficará com uma percentagem de 52 por cento do clube, enquanto Bee, diretor executivo de um grupo privado do sudeste asiático, deterá 48 por cento.

A imprensa italiana dá conta de que o empresário asiático concordou em desembolsar 480 milhões de euros para alcançar o acordo.

“Este compromisso é uma coisa boa para o AC Milan. Bee tem a capacidade para projetar a marca AC Milan nos mercados asiáticos. Esperemos ir em frente com este acordo para fazer do AC Milan um clube de topo novamente”, disse Berlusconi.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.