O ex-futebolista português Paulo Futre mostrou-se hoje orgulhoso por ter sido escolhido pelo AC Milan, «o melhor clube do Mundo», para ser o administrador geral da Scuola Calcio Milan Portugal.

«É um dia muito especial, de grande orgulho e honra por poder voltar a representar de novo o melhor clube do Mundo», revelou Paulo Futre, no Estádio do Bessa, no Porto, durante a sua apresentação oficial como rosto do projeto da equipa italiana em Portugal.

O ex-internacional português recordou o dia em que foi contratado pelo AC Milan, pelo qual se viria a sagrar campeão italiano, como «um dos mais felizes» da sua vida, uma vez que, nessa altura, o clube rossoneri era «o céu».

«Não havia nada acima, era o máximo. E hoje continua a ser. Não há nenhuma estrutura desportiva melhor no mundo», completou, garantindo que os outros clubes têm tudo preparado para um atleta jogar, mas os italianos têm todas as condições para um futebolista ganhar.

Diante de uma plateia numerosa, composta por dezenas dos cerca de 300 alunos da Scuola Calcio Milan Portugal, pais e elementos do staff técnico, Futre assumiu que o seu objetivo é encontrar um novo português que siga os seus passos e os de Rui Costa na equipa de Milão.

«Isto é uma oportunidade única para vocês. Vamos estar de Norte a Sul, vamos fazer protocolos com as câmaras municipais, vamos formar atletas de alta competição. O Milan quer estar onde quer que haja um campo de futebol», assegurou, referindo ainda que haverá uma bolsa especial para os miúdos que não possam pagar a inscrição nas escolinhas.

A Scuola Calcio Milan Portugal propõe-se, assim, estabelecer acordos com as autarquias, que serão premiadas caso um dos jogadores da sua região venha a incorporar a equipa principal do clube italiano.

Na apresentação, que teve direito a um vídeo de Rui Costa, em que o diretor desportivo do Benfica definiu Futre como «um ídolo», o novo administrador geral da Scuola Calcio Milan Portugal defendeu ainda a importância de desenvolver o futebol feminino e a qualidade dos jogadores formados em Portugal.

«O jogador português é do melhor que há na Europa», disse, lamentando que a Liga Portuguesa de futebol não possa competir com as melhores ligas europeias e que, por isso, seja obrigada a «exportar» os seus atletas.

Reticente a abraçar o comando de qualquer escolinha desde que se retirou, Futre aceitou o desafio do AC Milan porque «não podia dizer que não». «É o destino», brincou.

Miguel Pinho, supervisor técnico do projeto, falou em nome do AC Milan e explicou que o antigo jogador foi escolhido porque «foi e é um vencedor», e é considerado um filho do clube.

Da Scuola Calcio Milan Portugal fazem ainda parte Telmo Cunha, administrador desportivo, Telma Macedo, administradora financeira, Carlos Paiva, administrador comercial, Bruno Correia, coordenador metodológico e Nélson Antão, gestor desportivo.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.