O Génova, que disputa a liga italiana de futebol, oficializou hoje a saída de Aurelio Andreazzoli do comando técnico da equipa, após três derrotas seguidas, que deixaram o clube no penúltimo lugar da Serie A.

Com Andreazzoli, o Génova leva um registo de cinco derrotas nos últimos seis jogos e o máximo que alcançou nesse período foi um nulo caseiro com o Bolonha. Na última ronda, a oitava da Serie A, a formação ‘rossoblu’ foi goleada em Parma, por 5-1.

O técnico de 65 anos, que fez grande parte da sua carreira como adjunto na Roma, estava no clube desde o início da temporada e deixa o Génova no 19.º posto com apenas cinco pontos (uma vitória, dois empates e cinco derrotas).

A imprensa italiana avançou que o ex-jogador Thiago Motta, de 37 anos, deverá assumir o comando do Génova, emblema que chegou a representar em 2008/09.

Atualmente, Motta, que foi internacional italiano, embora seja de origem brasileira, treina os sub-19 do Paris Saint-Germain.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.